Outros

Verão de dias curtos.

4 Julho, 2016

Seria de esperar que eu começasse a falar deste tempo esquisito que se faz sentir aqui pela zona Oeste, em que se consegue ver as 4 estações do ano em apenas 1 dia, mas não. Por incrivel que pareça não vos venho maçar com a minha implicancia pela falta de sol pela manha ou pelos dias ventosos e mais desagradaveis. Falo-vos mais uma vez em modo queixoso ou de desabafo (o modo como o entendem fica ao vosso critério), dos meus dias de Verão que de repente, sem mais nem menos se tornaram mais curtos indo contra a regra dos dias mais longos. Sem me dar conta os meus dias passam a correr enquanto se leva a cabo uma infinidade de tarefas que aparecem não sei bem vindas de onde e que parecem não ter fim. Se antigamente me queixava de não me conseguir bronzear por falta de tempo ao sol, confesso que agora me queixo de nem sequer ter tempo para ver o sol, sendo que a quantidade de coisas para fazer me levam tanto tempo que nem consigo ter 5 minutos para olhar para cima e perceber se o sol está perfeitamente nitido ou escondido por detrás de umas quantas (mas fortes) nuvens.

Sem saber muito bem como, a minha agenda deste mês não consegue ter um único dia livre onde possa afirmar que vá descansar, e as horas de trabalho (oficial ou não) são tantas que duvido que chegue a ter tempo suficiente para sequer dormir, o que provavelmente me vai obrigar a chegar ás ferias em Agosto em modo de Zombie já na sua completa transformação. Entre as formações, o trabalho, os workshops, os animais, a casa, o namorado e as ajudas aos amigos, pouco tempo sobra para por as coisas em dia comigo própria. Por isso, cá me pergunto: Como raio vou eu sobreviver este mês??

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.