Life

São as crises de meia idade? Nós entendemos

20 Junho, 2015

Era uma vez, uma bela senhora de uma beleza clássica, que era mundialmente conhecida pela sua voz e pela sua encantadora e marcante música. Mas como os contos de fadas não têm finais felizes, a bela senhora cresceu e estragou tudo com aquilo que eu acho ser uma crise de meia idade que já dura á uns tempinhos, ou talvez de se achar a ultma bolacha do pacote.

Falo obviamente de Madonna e do seu mais recente vídeoclip, esquecendo por um momento os outros anteriores a este que já por si também eram maus. Mas desta vez, a coisa foi mesmo assim a extremos. E antes de vos dizer mais sobre isso, deixo-vos dar uma espreitadela no dito vídeo musical que não se parece com nada. Ora façam favor…

Agora que já fizeram alguns estragos nos olhos, o que me têm a dizer?

Ok, vou ser muito sincera, nunca, mas nunca gostei de nenhuma criação da Madonna talvez desde o ano 2000 e poucos, mas temos de admitir que isto é mau, gostanto ou não da criatura e do que ela faz. Para já, a ideia de juntar alguns “companheiros” artistas no vídeo não é de todo original, porque a fofinha da Switf já o fez este ano, e com muito mais sucesso, até porque aqui até parece que os amiguinhos da Madonna até fizeram as gravações por Skype e depois foram agregadas á filmagem. Depois, falemos do nome em que me parece também algo muito parecido com a íconica frase “I’m Britney, Bitch!” que apareceu á uns aninhos atrás também. E alguém devia mesmo dizer á criatura que pessoas de cor branca a usar “grills” ficam apenas ridiculas e é sinal de que estão a tentar demais. Cá para mim é isso que está a estragar, é o esforço a mais que ela quer fazer para se manter jovem, ou cool ou lá o que ela acha. É demais e já não se aguenta.

No dia em que alguém meter a Madonna a cantar  isto em palco sem playback por trás e ela me conseguir reproduzir um som parecido, digo-vos já que vou ficar surpreendida. Não é que a senhora esteja má para a idade que tem, até tomara muita gente estar assim (se bem que algumas plásticas pelo meio fazem maravilhas). Mas quando me lembro da música que a mesma fez questão de tornar um marco na história, “Don’t cry for me Argentina”, quase que nem associo á mesma pessoa que agora lançou esta mixordia de som chamada “Bitch, I’m Madonna!”. Realmente é a Madonna, mas hoje em dia, como cantora já não vale assim tanto, deixa-me cá dizer.

Não vou chamar a senhora de velha, mas acho que já tem mais do que idade para ter juizo, até porque não é por provares que consegues ser como o pessoal novo da pesada que faz 30 por uma linha, que consegues manter o pedestal “Madonna” lá no alto como antigamente. Pode ser que seja uma crise de meia idade e que a mesma lá volte a fazer aquilo que fazia bem, e esqueça de lado os vídeos que só marcam por serem sensuais e afins. Esperamos nós que seja isso. Era sinal que era apenas um talento escondido debaixo de tantas camadas de mau gosto e madeixas cor-de-rosa e não um talento perdido.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.