Life

Projectos Profissionais Pessoais.

24 Agosto, 2016

Gosto de lhes chamar os 3 P’s. Projectos Profissionais Pessoais. São exactamente o que o nome indica, projectos profissionais para o futuro que não estão dependentes de terceiros ou entidades paternais que não sejamos nós mesmo. O sonho de qualquer pessoa que trabalhe para conta de outrem, passa por ter um negócio só seu onde possa por e dispor de todas as maneiras que lhe dê na cabeça, onde possa decidir o rumo do trabalho diário e onde tudo está de acordo com a sua motivação. Tive hoje uma conversa com uma pessoa amiga, que após trabalhar durante anos em centros comerciais com cargos de superioridade, optou deixar os salários altos e toda a excentricidade das lojas de centro comercial, substituindo os mesmos por um projecto só seu, onde se sente feliz e consegue gerir o seu próprio trabalho e tempo de maneira a tirar o máximo de partido da sua vida pessoal assim como do seu local de trabalho. Obviamente, o salário ao fim do mês poderá não ser o mesmo, mas isso não a impediu de seguir em frente.

Sei que muitos Portugueses preferiam até, não ter de trabalhar e acordar todos os dias a horas certas, chegar ao trabalho, passar o dia de volta daquilo que muitas das vezes nem gostam, chegar a casa, fazer o jantar e dormir para voltar a concretizar esta rotina no dia seguinte, mas eu cá não. Sendo filha dos meus Pais, cresci e aprendi a saber trabalhar e mais importante, a querer trabalhar. Não me considero uma pessoa preguiçosa cujo único sonho é não fazer nada ou não ter de sair de casa sequer. Gosto de trabalhar e não me importo de fazer qualquer coisa, mas confesso que sempre tive uma parte de mim que pensava em ter um negócio próprio. Não por fazer o que me apeteça, mas sim por estar num espaço que é meu, criado por mim, adaptado a mim  e onde o ambiente, por mais cansativo que seja, nunca se vai tornar pesado nem insuportável porque o fruto do trabalho e desse meu esforço seria todo para o meu beneficio. Até porque sejamos sinceros, qual é que é a criatura que dá horas em cima de horas ao patrão e não fica minimamente irritada ou frustrada?  Eu sei que fico, ainda mais porque a evolução é coisa que na minha profissão, não passa por subir de posto.

A ideia dos 3 P’s já não é de agora, e quando vejo que as pessoas que conheço e que abrem os seus negócios, aparentam estar muito mais saudáveis e motivadas, leva-me a pensar o que raio estou a fazer da minha vida, enfiada naquele cubículo de centro comercial a fazer horários rotativos e sem tempo para a vida pessoal ou para a família. Só de pensar muito nisso fico extremamente deprimida por pensar que o meu futuro profissional não passe muito mais do que um mero “Bom dia, posso ajudar?”, todos os dias, de hora a hora e de minuto a minuto. E com isto me fico por hoje, não querendo deprimir todas as almas escravas dos trabalhos e empregos com todo este meu paleio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.