Life

Prestes a voltar à normalidade, dizem eles.

12 Outubro, 2017

tyle sneakers

Esta sou eu, prestes a voltar ao trabalho e à rotina que todos consideram normal. “Vai fazer-te bem”, “vais andar distraída”, é que mais oiço como palavras de apoio que ninguém sabe ao certo se fazem sentido ou não, mas que também não sabem bem o que dizer.

Como é que se volta ao normal, quando já nada é normal? Como é que se volta à rotina quando parte dela já não existe mais?

Hoje, maquilhei-me pela primeira vez em duas semanas, e dei por mim a pensar qual o propósito disso mesmo, apesar de ser algo que me fascina e que até me dá (ou dava) gozo fazer, apenas me consigo lembrar do rosto manchado por todas as lágrimas que derramei naquele dia de há exactamente duas semanas. Por isso, qual o propósito? “Faz parte do trabalho” é o que me vão dizer. Trabalho esse para onde hoje tenho de voltar, e ao qual tenho vontade de virar as costas e desistir, onde as regras, os objectivos e as pessoas são cada vez mais supérfluas e sem sentido. Se me perguntarem se sou feliz ali, digo-vos há boca cheia que não, aliás, foi exactamente o mesmo que disse mais uma vez ao Pai naquele dia.

“Mas tens de trabalhar” é o que vou ouvir. Nunca deram por mim a dizer que não quero trabalhar ou que não gosto de trabalhar, mas sim que não ali, não a fazer aquilo. A ser avaliada pelo atendimento Mágico que ofereço aos meus clientes, quando a minha própria Magia se foi embora por uns bons tempos. Não tenho muita vontade de voltar para o meio das pessoas como se nada se tivesse passado e como se estivesse tudo bem, para o meio de pessoas com quem não gosto de trabalhar e que me fazem sentir absolutamente como nada. Não tenho vontade de passar por tudo isso durante todos os dias e quando voltar a casa, Ele não estar deitado no sofá há minha espera para desabafar ou simplesmente ouvir-me criticar tudo o que odeio naquele espaço. Sem lhe puder ligar várias vezes em lágrimas a explicar o quanto me sinto frustrada naquele sitio que já não me diz nada, e o quanto me sinto desiludida por não evoluir para lado nenhum por mais que me esforce.

Hoje pedem-me para voltar à rotina, para voltar ao normal. Mas o que raio é normal agora e como raio é que isso se faz?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.