Outros

Palavras que não passam disso.

18 Setembro, 2014

Muita gente perde tempo a mandar palavras ao ar que quando caem em terra não significam absolutamente nada. Não são promesas, juras ou simplesmente nada com sentido. Hoje houve alguém que me disse “espero que não sejam apenas palavras” ao qual eu respondi que se fossem não as dizia. Comecei a aprender que devemos tratar as palavras como as moedas que temos na carteira e poupar ao máximo o que realmente não é necessário. Para mim as palavras têm sentidos e forças muitos fortes e não devem de todo ser proferidas em vão. Se não significarem absolutamente nada, nem sequer são palavras, são apenas mentiras que contamos a nós próprios. Penso que cheguei a uma altura na vida em que essas mesmas mentiras são apenas meios de atrasar a felicidade própria e dai deixar de ser apologista das palavras ditas por dizer. Até porque o facto de as dizer-mos muitas vezes sem significado, um dia mais tarde quando as mesmas quiserem mesmo ser verdadeiras, já não vão passar da insignificancia que um dia foram. As palavras foram criadas para a comunicação entre o ser humano, e não para inventar histórias de castelos e princesas que apenas esperamos um dia existir. As palavras são para traduzir o nosso ser e o que nos vai na alma, caso contrário, não existiriam palavras como felicidade, tristeza, desilusão, medo, paixão e alegria. Pois o significado atribuido á mesma, deve ser respeitado e levado á letra, como em homenagem ao nosso bom Português. Palavras com sentimento que fazem chorar as pedras da calçada quando ditas da maneira correcta, e não um acumulado de letras fazio e sem sentido que proferimos a alguém por achar-mos o mais correcto. Até porque o mais correcto é essas mesmas palavras definirem verbalmente o que somos e aquilos que representamos no Mundo e não o que poderiamos ser. Palavras que não passam de palavras, não saem da minha boca, porque a vida é demasiado curta para este tipo de enganos a nós próprios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.