Beauty

Os meus primeiros ESSIE

30 Junho, 2016

20160630_112008

Qualquer blogger ou criatura que se dedique a estas coisas de corpo e alma, conhece ou já teve o prazer de conhecer grande parte das marcas de vernizes que rondam este enorme mercado. Por norma já têm uma opinião mais do que formada sobre todas as texturas, todas as cores e todas as durabilidades, por isso quando lhes perguntamos quais os vernizes que usam ou os que mais gostam, as respostas costumam ser mais do que automáticas. Até bem há pouco tempo a minha preferência dividia-se em duas grandes marcas, CHANEL e ANNY, sendo que a primeira era de uma secagem extremamente rápida e a segunda de uma duração bastante longa e resistente. A luta entre os dois quando se tratava de escolher qual aplicar nas minhas unhas era normalmente um episódio de riso para quem estivesse a ver. “Ora aplico hoje esta cor porque gosto muito, mas daqui a dois dias já não tenho nada, ou então aplico esta que não me apetece e daqui a uma semana ainda tenho verniz”, basicamente seria isto, mas muito mais demorado.

20160630_111925

Ontem, ganhei coragem e decidi experimentar a única grande marca de mercado que me faltava conhecer, a ESSIE, que por normal aparece em tudo o que é blog e Instagram que se preze, e confesso que agora já percebo o porquê. Cheguei a um posto de venda e adquiri mais uma cor pastel (como se não houvesse já umas quantas cá por casa) e um Top Coat de efeito Rapid Dry, e após a aplicação nas unhas consegui resolver o meu dilema habitual: entre CHANEL e ANNY, escolho ESSIE sem dúvida. Com uma textura e um pincel fantásticos, a aplicação é muito mais fácil e quase nem precisa de muitas camadas de verniz para conseguirmos uma cor sólida nas unhas, ao mesmo tempo podemos ver um brilho fabuloso. A secagem também é muito rápida o que se torna muito agradável para quem passa a vida a querer as unhas em condições, mas não tem tempo nem para respirar (sim, é o meu caso). De acordo com o que me foi dito, a duração nas unhas também é assim qualquer coisa de espectacular e para melhorar a coisa, parece que o próprio verniz dentro da embalagem tem a particularidade de não secar ou ficar com aquele aspecto pastoso. Com todas estas qualidades e após a experiência, devo dizer que me rendi completamente e apesar de estes terem sido os meus primeiros, não serão de certeza os últimos.

P.S.: Caso estejam curiosas, os vernizes que adquiri são ESSIE 38 – Nice is Nice e o ESSIE good to go – Top Coat Rapid Dry.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.