Life

Os 28 já cá cantam.

4 Outubro, 2019

Ou encantam. Ou talvez não. 

Os 28 anos chegaram ontem e confesso que não tenho muito para escrever sobre eles. Verdade é que muita coisa ficou nos 27, e muitas mudanças chegaram de mão dada com a idade dos 28, mas para já não vos conto mais sobre isso.

Cheguei ao 28 a sentir-me com 15, a nível físico e emocional. Se era suposto uma pessoa estar perto dos 30 e sentir-se muito mais maduro e Mulher e afins, então eu devo ter faltado à aula onde isso era explicado, porque sinto-me exactamente na mesma.

E era esse o rumo deste post até eu o ter deixado em standby por uma conversa que não vem agora para o caso mas que me desviou a atenção. E eis que na realidade, apesar de não haver muita coisa diferente na minha vida, as coisas não são bem iguais. Os 28 trazem mais responsabilidade, mais escolhas e eu acredito piamente nas minhas ultimamente. Tentei começar a viver um dia de cada vez, sem fazer grandes dramas sobre o que raio vai acontecer amanha tal como já era costume dentro da minha cabeça.

Suponho que apesar de ainda acreditar na inocência das pessoas, também acabei por aprender que só está comigo quem realmente quer estar e que não vale a pena mudar para agradar só porque sim. 

Pois é, parece que os 28 (que me parecem 15) talvez tenham trazido um pouco mais do que pensei na realidade. E que isso seja um bom sinal. Que seja um bom ano ou que pelo menos eu o consiga transformar assim. Curiosamente tenho mais a falar da chegada aos 28 anos do que pensei. E uma quantidade de coisas boas. 

Se continuarmos assim pode ser que esse seja mesmo um ano de boas mudanças e boas conquistas. 

E já agora, Parabéns a mim. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.