Outros

O meu tão bem passado Natal

27 Dezembro, 2012

Este ano é que foi á grande. Restaurante da Madrinha completamente só para nós. Com todo o tipo de comida á disposição, mas claro que a tradição é para se manter e por isso demos lugar ao tão saboroso bacalhau com batatas para a ceia de Natal. Com as famílias de ambas as partes, parecia mais que estávamos num casamento de tanta gente que constava nas longas mesas. Mas queria lá eu saber do jantar, queria era que chegasse a meia noite para distribuir presentes e como não quero enganar ninguem, sim, para abrir presentes também. Existe alguma sensação melhor do que a antecipação de rasgar o papel colorido com renas e pais Natais com a vontade de ver o interior? Mas confesso que me deu muito gozo ver a cara da minha pequena Laura a abrir todos os presentes que lhe foram oferecidos. A certa altura já estava com medo que me agarrassem nos pés para por no lixo de tanto papel e fitas que havia espalhados pelo chão daquele estabelecimento. Brinquedos e mais brinquedos. E tal era a felicidade estampada no rosto daquelas duas criaturazinhas pequeninas com tanta bonecada. Passado umas longas horas de tentativas falhadas para dormir depois de toda a agitação e excitação dos pequenos, lá consegui pegar no sono durante alguns minutos e eis que sou acordada por um certo animalzinho de nome Matias. e pensava eu que os meus gatos eram chatinhos. Mas enfim. Está mesmo na hora de almoço, ai que maravilha que estou repleta de fome. E agora sim, havia de tudo. Leitão, Peru, Cabrito, batatas fritas, arroz, tudo o que o vosso apetite desejasse. Escusado será dizer que as batatas voaram dos pratos como se fossem um avião supersónico. Passado isto, a pequenada lembrou-se de abrir todas as caixas dos engenhos que tinham recebido anteriormente e brincar com os respectivos. Para quem sobrou? Imagem lá. Pois, toca de ensinar a mexer, a montar, e também a brincar, porque era Natal e eu também me podia sentir uma criança, sim? E lá passamos o tempo entre penteados as bonecas, banhos aos nenucos, caminhas improvisadas e filmes da televisão Portuguesa, que diga-se de passagem, não foram nada de especial. A vinda de volta foi a que me fez mais confusão, pois a pequena Laura, desatou a chorar porque queria vir comigo. É ou não é uma fofinha? Mas deu-me imensa pena. Prometido é devido e para não a ver chorar quando estiver de férias terei de a ir buscar para passar o tempo comigo. Como se fosse um sacrifício –‘. Minha pequenina, fizeste as delicias do meu Natal.

A pequena Lúcia

Minha querida Laura
Chegou o Pai Natal!

Colete: Shop one;
Camisola: Lefties;
Calças, Botas: Stradivarius;
Relogio: Swatch.

No meio de tudo, faltava-me as pilhas para a boneca.

Camisa: Saccor Brothers;
Saia; meias: Stradivarius;
Colar, anel: Stradivarius;
Botins: Seaside;
Relógio: Swatch.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.