Life

O lojista é grande! O lojista é Lindo!

8 Dezembro, 2016

Antes de mais peço imensas desculpas a todos os responsáveis, gerentes, patrões simpáticos que nos pagam o ordenado, aos clientes fofinhos que nos mimam com palavras e nos respeitam em todos os sentidos, e a todos aqueles a quem as próximas palavras o possam ofender e passo a explicar que as mesmas não são uma acto pessoal  contra os vocês. Este texto serve só para exprimir o que vai cá dentro enquanto lojista de um centro comercial, que por sua vez adorava imenso o Natal e todas as suas vertentes, passando pelas decorações, a consoada, os momentos com a Família e por aí fora.

Ora bem, todos sabemos a confusão que vai nos centros comerciais por esta altura do ano, toda a agitação, a quantidade de pessoas a entrar e a sair das lojas carregadinhas de sacos com presentes, a alegria no ar. Sim, é uma maravilha. Excepto para o lojista. Apesar de esta ser uma altura em que as caixas facturam imenso, o que é imensamente positivo para o crescimento das lojas e empresas, a verdade é que o lojista acaba por não ter muito tempo para vivenciar toda a atmosfera natalícia que se deveria sentir por todo o lado. Sim, somos uns simpáticos, e conversamos imenso com os nossos clientes, e os embrulhos e as músicas que soam de todos os altifalantes das lojas. Não chega. O que ajudaria imenso era um pouquinho de mais respeito por parte dos nossos queridos clientes que insistem em achar que a nossa hora de saída é só quando eles já não querem mais nada connosco, ou quando já escolheram os presentes todos, ainda que já passe uma hora após o fecho da loja. Ah as memórias de tudo isto, repetidamente todos os anos tornam-se motivo de piada para o pessoal mais novo da loja, até chegar a altura novamente e lá andamos todos ás cabeçadas uns aos outros, evitando descarregar naqueles clientes fofinhos e maravilhosos que só tiraram o dia para nos moer o juízo e criticar todo o nosso esforço, dedicação e trabalho para o atender. A meu ver, e não sendo eu ninguém em especifico para declarar aqui alguma coisa, o lojista deveria receber mais valor por tudo aquilo que faz durante esta época. Ninguém se lembra, principalmente quando estão aos berros connosco porque já não temos um produto especifico em loja, do esforço que fazemos para nos manter com um sorriso no rosto e a simpatia no olhar, quando na realidade o que queremos mesmo é berrar ainda mais alto com a criatura há nossa frente. Ninguém se lembra da quantidade de horas que abdicamos da nossa vida pessoal, para estar presentes e servir os bons clientes que temos na loja que ainda nos dizem “Não há mais ninguém para me atender?!” (por esta altura estão todas as pessoas a atender clientes, a fazer embrulhos, vendas em caixa e talvez uns quantos laços, tudo só com duas mãos, mas ainda assim não é suficiente). Ninguém se lembra de respeitar as horas de refeição dos funcionários que já de si tendem em ser um pouco mais curtas do que o normal por estas alturas e ainda nos dizem “Rápido que tenho pressa. Estão há minha espera para almoçar. ”

Minha gente, o lojista é uma criatura fantástica, e a prova disso está em qualquer loja, em qualquer centro comercial, em qualquer horário, em qualquer País. Somos grandes minha gente! Somos a simpatia quando a nossa veia da testa está prestes a rebentar de nervos, somos o espírito natalício que procura inspiração para as vossas prendas ainda que não o consigamos fazer com as nossas. Somos as manhãs, os dias e as noites, sempre disponíveis para vocês. Somos bons e somos muitos. E por isso mesmo, um VIVA! a nós que damos o que temos e o que não podemos por esta altura e pelos nossos clientes que nos estimam tão bem (só que nem todos). Se estiverem a ler este texto e por acaso forem um daqueles clientes SUUUUPEEERRRR SIMPÁTICOS que embirra com tudo, para um pouquinho para pensar nas palavras que aqui foram escritas. Somos lojistas, mas também somos pessoas  e não nos importavamos muito que o respeito que vos oferecemos fosse o mesmo que recebemos. E é esta a prenda de Natal perfeita de qualquer lojista. Isso e ter mais uns diazinhos de folga, mas não avancemos muito com a carruagem e fiquemos-nos só pelo respeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.