Life

Não é para explicar, é para sentir.

18 Novembro, 2015

– “Estás diferente.”

– “Diferente como?”

– “Estás mais apegada a mim.”

– “Que queres dizer?”

– “Preocupas-te mais em estar comigo.”

– ” É Amor.”

E foi assim. Aquelas simples e pequenas conversas que apenas com meia dúzia de palavras escritas ou ditas pessoalmente, nos fazem sentir tanto. E sendo o diálogo em cima verdadeiro ou não, a verdade é que a diferença na relação amorosa em questão é mesmo muita e para melhor, e é visível a qualquer alma que preste um pouco mais de atenção.

A intensidade dos sorrisos, dos olhares é maior ainda do que poderia ter sido ao início, onde por normal é tudo um mar de rosas. Os “Amo-te” são mais sentidos e correspondidos. Tudo se torna mais perfeito e em completa harmonia.

É amor, dizem vocês. Eu digo que apesar de amor, é confiança, é respeito, é amizade e apoio mutuo. Não é apenas amor, é AMOR. É paixão. E estar apaixonada é bom. Faz-nos sorrir, contribuir todos os dias com magia aos minutos de quem nos rodeia e sem duvida torna a nossa vida ainda mais completa.

Nós mulheres não precisamos de um homem para ser-mos verdadeiramente felizes, mas para quem tem o prazer de ter este sentimento consigo diariamente para onde quer que vá e poder mostrar essa mesma sensação ao Mundo inteiro, sabe que é qualquer coisa de especial.

Escrevo para aqui esta lamechiche em pequenas pausas do meu dia, e não me importo sequer com as críticas que o mesmo possa vir a ter, sejam elas positivas ou mais negativas de sempre. E mesmo depois de tantas palavras atiradas ao ar em modo escrito, continuo sem conseguir explicar todas as flores, arco-íris e dias solarengos que a minha alma me oferece pela paz que tem em si, e que eu gostaria de vos exemplificar da melhor maneira. Mas amor que é amor, é isso mesmo, uma definição sem explicação por palavras, gestos, acções. Apenas sentimentos puros que são privados do Mundo ocorrem só para nós.

Estou bem, estou feliz, estou apaixonada. E se isso tiver como consequência tornar-me numa pessoa melhor, então que seja. E que dure assim por muitos e muitos anos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.