Beauty | Cabelos

Molhos de cabelo e cabelo aos molhos.

15 Fevereiro, 2018

Meus amores, como foi o vosso dia de S. Valentim? Gostaram? Namoraram muito? Se sim, acho muito bem, porque na realidade acho que não temos tempo suficiente numa vida para namorar e aproveitar bons momentos. Mas deixando a conversa fiada para outra altura (mas podem sempre contar-me tudo nos comentários), voltemos ao que me trás aqui hoje: o meu cabelo.

O meu querido e voluptuoso cabelo que não pára de crescer, em comprimento e em volume. Várias foram as vezes que me queixei por aqui sobre a quantidade de vezes que não consigo dominar o meu cabelo ou sequer saber o que raio fazer com ele, especialmente naqueles dias em que acordamos tão em cima da hora de sair de casa, que apenas temos 5 minutos para tomar um duche, colocar qualquer trapinho no corpo, fazer uma maquilhagem sem sentido e não olhar muito ao espelho para não termos a noção de que o nosso cabelo está ridículo. Normalmente a solução seria um top bun, mas se forem como eu que tenho cabelo que nunca mais acaba, até essa missão, que seria completamente simples, se torna um completo filme com elásticos, ganchos e molas para pelo menos ficar no sitio.

São mais as vezes que acordo a desejar rapar o cabelo, do que aquelas em que realemente olho ao espelho e digo que não vou precisar de fazer muita coisa naquela dia, que as ondas até estão direitinhas e bonitas e ficamos por aqui. Mas a verdade é que apesar de toda a irritação e da trabalheira para manter, lá no fundo adoro o meu cabelo cheio de volume e força, e mesmo que por vezes me dê vontade de trocar de couro cabeludo com alguém de cabelo fino (tentem lá vocês fazer uma trança que não se pareça com uma corda grossa do vosso quintal com uns fios de cabelo como os meus), depressa me arrependo.

Todo ele me pede muita manutenção, e a verdade é que de mim, é o que mais mimo, seja com produtos bons (o que não significa caros) e constantes, com cortes regulares ou com tratamentos em salões. E nem queria eu que fosse de outra maneira. Já não tenho muita paciência para ter o cabelo muito comprido desde que fiz aquele corte radical pelos ombros pela primeira vez, que não o quero muito maior do que isso. Fica mais elegante e mais fácil de trabalhar. Imaginem o tempo que não demoraria a esticar todos os fios de cabelo com o comprimento pela barriga?

Se as minhas meninas estiverem interessadas, posso vir a fazer uma lista de todos os produtos que utilizo neste momento para deixar o meu cabelinho bonito e saudável, e explicar-vos algumas maneiras de tratarem do vosso.

Sou uma vaidosa com o meu cabelo desde que comecei a tratar dele mesmo à séria, e não teria piada se assim não fosse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.