Life

E mandem vir os santos, as bruxas e as mezinhas todas.

3 Outubro, 2015

Nem sei por raio ando, nem quem raio vejo, mas tanta falta de sorte junta nos últimos tempos, não pode ser apenas coincidência. Desde ás avarias no carro, que deva-se dizer, são diárias, até á falta de sucesso na concretização de tarefas normais do dia-a-dia, tais como fazer o raio de um bolo, ou colocar graxa de cor num par de sapatos. Ultimamente nada corre bem, e até tenho medo dos dias seguintes aos presentes, porque parece que a coisa tem tendência para piorar.

Já me lembrei de fazer uma viagem ao Santuário de Fátima para ver se conseguia abençoar o carro ou a mim, quem sabe. Da maneira como isto anda tudo, já não sei dizer se o problema é do transporte de 4 rodas ou se é mesmo meu, que acordei um dia destes com um íman de atracção de azar colado ás costas.  Começo a achar que alguém me raptou durante a noite e fez alguma espécie de implante desse mesmo aparelho por debaixo da pele.

É mesmo caso para dizer, mandem vir de lá as bruxas para me tirar o mau olhado de cima, os santos para protecção e as mezinhas para trazer um bocadinho de sorte cá para estes lados, que acho que já estamos todos a precisar. E urgentemente se fazem favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.