Outros

E é isto.

29 Agosto, 2013

Agora que os supermercados já estão todos equipados para o regresso as aulas, começa a chegar a ideia de que o verão acabou, se é que se pode chamar verão á amostra de tempo que tivemos este ano. E depois de me por a pensar nisto, cheguei á conclusão que não fiz absolutamente nada para o aproveitar. Dizer que fui apenas duas vezes a praia é simplesmente deprimente. Ora muito bem, depois de estar aqui a matutar e a ralhar com as paredes e todos moveis cá de casa, que coitados são os psicologos de serviço, cheguei á conclusão que não posso culpar ninguém desta treta de verão de 2013, senão a mim. É certo que não fui a lado nenhum, não conheci nada novo, não tirei fotos ás pedrinhas das calçadas e não andei a cantar pelas ruas fora. Não andei com os amigos para aqui e para acolá, não fui a um festival e o tempo de praia também não foi nenhum(o meu bronzeado dá graças á piscina no quintal). Mas se não fiz nada disto, é porque não quiz. Ok, é certo que saber isto não me deixa minimamente mais feliz comigo mesma, mas é verdade. O que na realidade não altera nada, porque o calor daqui a pouco vai-se embora e lá damos por nós atulhados de casacos e roupa quente até ao pescoço, e lá se vai as diversões de rua, por assim dizer. Na minha cabecinha é como se estivesse a deixar passar o melhor que estes anos de vida têm para me oferecer. O que me faz sentir ainda mais culpada, porque se á coisa que aqui a menina gosta é do tempo quente e do sol a bater no rosto. Portanto só tenho a pedir desculpas ao meu querido verão por não termos aprofundado a nossa relação este ano. E pronto, é isto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.