Life

“De que raio é o teu blog?”

8 Fevereiro, 2017

Quando este blog foi criado, há coisa de 4 anos e tal atrás, a minha ideia nunca foi ter um grande nome (caso contrário tinha puxado mais pela cabeça para criar algo mais comercial do que “momentos de menina”) ou ter um número de visualizações superior a não sei quantos (se fosse essa a ideia andava para aqui a postar vídeos de como fazer um eyeliner). Quando este blog foi criado, começou por uma brincadeira para partilhar algumas novidades de beleza a que tinha acesso antecipadamente de as mesmas saírem para as lojas, e porque até gostava de moda e muita, mas muita maquilhagem. Este blog nunca foi criado com a intenção de vender livros, de aparecer nas revistas, nem de ser o maior sucesso de Portugal. O meu Momentos de Menina surgiu para que pudesse partilhar um pouco as minhas opiniões, aquilo que gosto e o que não gosto e sinceramente porque até gostava de escrever ao computador. E apesar de não ter os vocabulários mais extensos, a escrita mais acertada (tanto que me deram na cabeça por causa do raio dos hás e dos às), não ter quantidades exorbitantes de anúncios e de publicidade, ele continua a ser meu e até gosto imenso dele. Até tenho orgulho em ter começado pela primeira vez na minha vida, um hobby que gosto e que mantenho até agora (por norma o meu entusiasmo por algo dura apenas 2 ou 3 meses). Continua com actualizações, continua a ter evoluções ao longos dos tempos e começa agora a ter mais novidades. Faço edições de imagens, faço giveaways, faço comentários que metade das pessoas não gostam, mas a ideia é mesmo essa. Ao longo destes 4 anos e tal, já ouvi coisas como: “De raio trata o teu blog?”, “O teu blog é uma seca!”, “Tens isto mal escrito”, “Nada do que escreves faz sentido.”. Acreditem já ouvi quase de tudo e não passo de um blog amador que não pretende chegar a lado nenhum de propósito, por isso imagino a quantidade de criticas que os grandes lá do topo têm de ouvir (ou ler, neste caso) todos os dias. Não sabe bem, deixem-me dizer-vos. Mas relembrando que o blog é meu e serve exactamente para exprimir as MINHAS opiniões, relembro que só lê quem quer. E se encontrarem erros ortográficos neste texto que até me está a dar imenso gozo escrever de tão imperfeito ser e de ir tão contra aquilo que seria suposto, façam favor de me dizer, pode ser que ligue ou talvez não. 🙂

Digam-me sinceramente, como raio podemos ser nós mesmas, marcarmos a diferença se de acordo com a mente de toda a gente, só somos bons se formos iguais aos outros? Se tivermos a opinião que querem que tenhamos? Se nos vestirmos exactamente como os outros se vestem? Se escrevermos o mesmo que os outros? A minha ideia de ser livre é ser exactamente aquilo que eu quero, mostrar aquilo que eu sinto e transmitir ao Mundo o que me apetecer. E por isso mesmo não espero que toda a gente que passa para ler este blog, este meu espaço pessoal, goste do que cá está, mas isso não lhes dá o direito de ofender ou criticar o trabalho de alguém. Eu não ganho nada em estar a ocupar este lugar na Internet, muito pelo contrário. Apenas gosto de estar aqui e daquilo que criei. Não tenho de ser um blog modelo em que tenho de seguir as directrizes dos grandes nomes. Eu sou eu, e o meu blog é e vai continuar a ser o meu blog. Porque apesar de em casa ter de esconder emoções ou no trabalho ter de ocultar opiniões, aqui garanto-vos que não me calo. E se não estiverem com paciência para ouvir, os conselhos de tendências, as novidades de maquilhagem e beleza e até os meus queixumes, isso é convosco.

E para quem ainda tem dúvidas, o meu blog é mesmo isto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.