Fashion&Style

Bonecas num Mundo Real. Só podia ser Moschino.

23 Setembro, 2016

 Moschino Spring/Summer 2017 62

Foi mesmo ontem, que durante a Fashion Week de Milão, a marca Moschino nos deu a conhecer mais uma linha de vestuário assinada por pelo grande Jeremy Scott e que mais uma vez não nos deixou desapontadas. Desde 2013 que Jeremy dá a cara como o director criativo da marca e desde essa altura as colecções nas quais trabalhou foram como um hino, uma homenagem aos anos 90 e a todo o Mundo POP que existiu nessa mesma altura. Já tivemos a oportunidade de assistir a colecções que marcavam pela originalidade, inspiradas em grandes marcas da época de 90, tais como a Barbie, os Lonney Tunes e até a grande marca de restaurantes de fast food, a McDonalds.

A verdade é que tudo isto teve um impacto bastante positivo no Mundo da Moda, e apesar de serem colecções extremamente excêntricas, tiveram imenso afluência mesmo fora das passereles. Quer fosse em apontamentos, ou mesmo em looks completos, a criatividade de Jeremy Scott estava presente nos eventos mais Fashion de todos.

E como não poderia deixar de ser, esta nova colecção cápsula da Moschino voltou a relembrar os anos 90 com todo aquele fascínio das bonecas vestidas com fatos de papel. Quem não se lembra? Mostro-vos aqui alguns dos looks.

 Moschino Spring/Summer 2017 54

 Moschino Spring/Summer 2017 3 Moschino Spring/Summer 2017 7 Moschino Spring/Summer 2017 12 Moschino Spring/Summer 2017 15 Moschino Spring/Summer 2017 16 Moschino Spring/Summer 2017 20 Moschino Spring/Summer 2017 46 Moschino Spring/Summer 2017 47 Moschino Spring/Summer 2017 55 Moschino Spring/Summer 2017 58 Moschino Spring/Summer 2017 59

Toda a linha desta colecção nos fascina de modo surpreendente. Talvez por nos transportar para um Mundo que foi nosso e onde éramos Rainhas e Reis por nossa conta, e pela facilidade com que todos os modelos foram criados. Literalmente, em todas modelos que desfilaram aquela passerele, podemos ver peças que parecem nada mais nada menos do que uma folha de papel que têm há frente, e no entanto, e quem assistiu ao vivo pode perfeitamente confirmar, que as mesmas eram de real tecido e tinham movimento e fluidez.

Se esta não foi a melhor aposta de Jeremy Scott então não sei o mais poderá vir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.