Vamos lá falar sobre isto.

Como diz a expressão, já me começa a chegar a mostarda ao nariz, com a quantidade de casos em que o abuso de poder por parte de várias entidades é mais que muito.
Vamos lá portanto por os pontos nos í’s e esclarecer de uma vez por todas que essa autoridade que as pessoas recebem, seja lá pelo que for, pode ser aplicada até um certo limite e não para esticar a corda até estar prestes a partir.
Já nem consigo contar pelos dedos a quantidade de vezes que assisti a situações desta natureza, seja por parte da policia ou outras organizações afins. Volto a afirmar que vocês não são donos do Mundo, são sim pagos para os servir. Nada mais.
Sim senhora, concordo que as pessoas façam o seu trabalhinho como deve ser, mas com conta, peso e medida. Senão também me torno presidente do País e corto os ordenados de toda a gente para metade só porque me dá na cabeça. Practicamente é isso que acontece hoje em dia. Andamos nós, feitos parvos, a pagar uma divida que não fizemos, simplesmente porque o poder não é nosso e não somos nós que mandamos nisto tudo. Não me levem a mal, que em relaçao a todo esse poder e autoridade podem muito bem ficar com ele que não que não o quero nem dado, apenas estou a tentar passar o meu ponto de vista e a irritação que sinto em relação a estes assuntos.
É coisa que realmente me tira do sério,  e muitas vezes tenho de fazer um esforço enorme, edar murros a mim mesma, mentalmente claro, para não reagir a todos estes abusos. Já vai sendo costume.
Ora bem, esta lengalenga toda, só para dizer a estes queridos senhores que se acham os donos do Mundo, que muitas vezes não têm razão.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *