The Oscars 2015 – A alta costura não tão jeitosa

Já vos dei um cheirinho das coisas boas que existiram este ano na passadeira vermelha mais glamorosa de sempre, mas como sempre existem coisas a que eu não acho assim tanta piada ou que não percebo vá. Não podemos dizer que os vestidos são feios, porque somos todos boas pessoas (não é verdade?) e não queremos ofender ninguem, por isso vamos só dizer que não percemos o que vai por ali. Por vezes, pequenos pormenores poderiam fazer uma gigante diferença no Mundo da Moda. Aqui vão os que não me esclarecem a mente (por assim dizer):

Marion Cottilard em Dior Haute Couture
Quando vi o vestido da parte da frente achei engraçadito, mas depois encontrei esta foto em que se pode ver a parte de trás, e eu pergunto, para que raio serve aquela faixa elastica preta na parte traseira do vestido? Se não fosse isso acho que o modelito tinha mesmo piada. 
Sienna Miller em Oscar de La Renta
Aqui acho que seria mesmo as tais questõe de pequenos pormenores que fazem a diferença. Se tivessem escolhido entre os laços ou a renda, em vez de usarem os dois teria sido uma escolha bastante mais acertada a meu ver. Assim torna-se apenas confuso. E há qualquer coisa de estranho com a maquilhagem da Sienna (digo eu que não percebo nada do assunto). 
Naomi Watts em Armani Privé
Houve muita gente a gostar deste modelito, mas eu cá mantenho a minha posição e pergunto porque é que vai para o sitio mais glamoroso que se consegue com a ideia de um vestido práctico a pender para o desportivo? É daquelas questão para as quais não econtro resposta.
Laura Dern em Alberta Ferretti
O vestido não é mauzito de todo, mas talvez de fosse criado num tipo de tecido diferente ou quanto muito com outro padrão. Neste caso só me vem á cabeça a imagem dos cavaleiros da távola redonda ou coisa do género. 
Lady Gaga em Alaia
Vamos só ali desfazer as mangas e tirar as luvas de lavar a loiça e ficamos perfeitas sim?
Meryl Streep
Não vou dizer mal do conjuntinho da fofinha da Meryl, porque a senhora nunca está mal vestida atenção. Mas acho que tirava só o blazer da equação e ficava perfeito. E devo dizer que gosto imendo dos sapatinhos, até porque existe um modelo muito parecido a rondar nas prateleiras do meu armário. 
Chloe Grace Moretz em MIU MIU
Tudo uma questão de padrão, mais nada. E talvez de uns quantos quilinhos de tecido a menos. 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *