Quando estamos realmente na idade?

Ontem, á conversa num centro comercial, o assunto era precisamente as lojas que precisavam de funcionárias para trabalhar. E quando alguém me diz que uma pessoa com 27 anos já é muito velha para trabalhar num local como este, fiquei quase atónica. Como raio é possivel que com 18 anos és muito nova e sem experiencia (quase) nenhuma, mas com 27 já és apelidada de muito velha?
Qual é a idade perfeita então para se trabalhar?  Confesso que esta conversa me deixou mesmo a pensar nas possibilidades de trabalho que realmente estão diposniveis e para quem estão disponiveis. Nos dias de antigamente (e por antigamente, entenda-se há coisa de um ano atrás),a partir dos 50 ou assim já era complicado arranjar trabalho. E vá, trabalhando eu num Mundo onde a imagem conta bastante, até percebo que se prefira pessoas com uma imagem mais jovem e mais dinamica, mas nos dias de hoje, essa designação já não pode ser aplicada, a meu ver, a pessoas de 20 aninhos. Com o ritmo de vida que esta juventude tem, acho muitas pessoas de 30 e 40 bem mais atraentes e vivas do que a população que chamamos de adolescente. E por isso penso, se cada vez mais, os centros comerciais tomam conta do comercio Português, prometendo inumeros postos de trabalho de uma só vez, e seguindo a directória da idade, estará o comercio Português destinado apenas aos 20/25 anos? De que serve então continuar a construir milhentas superficies destas, aumentando a esperança de um local para trabalhar, quando na realidade é apenas fachada? O que será realmente de um País como o nosso, em que a população acima dos 30 não terá onde ganhar o seu sustento caso não tenha algo  já sem contracto prévio? E o que acontece quando se envelhece (estamos a falar da etapa dos 30’s e 40’s sim), no posto de trabalho? Somos descartados por já não apresentarmos a imagem que se pretende, ainda que o nosso trabalho seja perfeito e contribua imenso para o sucesso do posto de trabalho/empresa? Este País cada vez me assusta mais. E como se a nossa idade nunca fosse realmente perfeita para lado nenhum.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *