Je suis Charlie

Foi um dia negro para a comunicação social e para a liberdade de expressão. 
Caso ainda não se tenham dado conta de que a internet, e mais precisamente as redes sociais estão a passar a imagem acima, eu passo a explicar.
Ontem, dia 7 de Janeiro de 2014, três homens armados entraram na Charlie Hebdo em Paris, que para quem não sabe é uma sede de jornalismo, que se especializava em sátiras na forma de caricaturas de Maomé (mesmo depois de tantas ameaças de morte), e causaram aquele que foi considerado o ataque contra um Mundo livre. Os 3 homens armados, causaram 12 vitimas, sendo que 4 seriam os cartoonistas do semanário. 
(os 4 cartoonistas que perderam a vida)
Neste momento, o Mundo está a reagir a este ataque, manifestando a sua indignação pela falta de liberdade que foi demonstrada pelo ataque. Várias fotos de perfil estão a ser substituidas por quadrados pretos em que se pode ler a frase “Je suis Charlie” (Eu sou Charlie), fazendo uma especie de luto por todos os que sofreram com tal terrorismo. 
Foi até criado um cartoon, caracterizando os acontecimentos de ontem:
É triste saber que ainda vivemos num Mundo assim. Em que devemos ter medo do que dizemos ou escrevemos, sabendo que poderemos sofrer algum tipo de consequencias por tais actos, se os mesmos forem contra alguma religião, ideia ou regra. O direiro á opnião e á liberdade de expressão é, em muitos Países quase nulo e muitas vezes nem temos a percepção daquilo que isso provoca. 
É realmente um dia negro para o jornalismo e comunicação em si. 🙁



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.